A ESPECIFICIDADE NA APLICAÇÃO DO TREINO PARA FUTEBOLISTAS

Por
Sandro Sargentim
sargentim@fisiologistas.com

Nas ultimas décadas muito se discute e estuda-se sobre como avaliar, treinar e qualificar os treinos dos futebolistas. As análises são todas válidas, pois através das mesmas, podemos saber com precisão como que o atleta de futebol se desloca, e de que forma, com qual intensidade essa ação motora ocorre. Contudo, um detalhe é geralmente esquecido nas linhas de pesquisas e especialmente na sua aplicação prática: a especificidade dos treinos para atletas de futebol. É comum observarmos clubes estruturados, com diversos profissionais de alto nível compondo os departamentos médico, fisiológico e nutricional, aplicando treinamentos retrógrados e defasados com métodos não específicos para o movimento do futebolista em campo, tais como corrida longa contínua ou intervalada, treinos em caixas de areia ou na praia, e exercícios de musculação com aparelhos, em especial em cadeia cinética aberta. De nada adianta a análise precisa do volume e intensidade do deslocamento do futebolista em um jogo, onde em detalhes é compreendido que apesar do atleta de futebol se deslocar mais que 9 km em um jogo, a fase ativa da partida, onde de fato o atleta atua e decide o jogo de futebol, é disputado em uma metragem inferior a 1,5 km, em alta intensidade. O futebolista permanece andando, caminhando, ou trotando sob leve intensidade cerca de 80 a 85% do jogo. Nessa fase, a fase passiva, é o momento em que os futebolistas atuam sim no jogo de futebol, mas não decidem ofensiva e defensivamente o jogo. Nessa fase os atletas se recuperam dos estímulos fortes, intensos, dinâmicos e especialmente ultracurtos que compões a fase ativa de futebol.

Os gestos específicos do futebolista são intensos e curtos não ultrapassando 4 segundos de execução. Para cada ação motora de alta ou altíssima intensidade, o atleta de futebol recupera em uma partida em média 90 segundos. Portanto em cima desse panorama, como é possível pensarmos que times de futebol ainda se preocupam em correr em linha reta de forma cíclica contínua ou intervalada, se o jogo de futebol é caracterizado por acelerações curtas, desacelerações e gestos específicos com alta intensidade e curtas durações, com um período longo de recuperação?

O futebolista acelera em distâncias máximas de 20 metros em um jogo de futebol, contudo a maior parte dos gestos realizados em aceleração não ultrapassa 10 metros em linha reta. As ações em velocidade na maior parte das vezes acontecem de forma acíclica, com mudança de direção, se caracterizando por desacelerações e novas acelerações na mesma ação. Com esses dados em mãos podemos pontuar que os gestos específicos dos futebolistas em campo são caracterizados por uma reação rápida e curta com a mudança de direção, novamente potencializando a necessidade da reação rápida dos componentes neuromusculares dos futebolistas. Esses gestos rápidos de aceleração e desaceleração são produtos da otimização das derivações da força explosiva, conhecido como um fenômeno natural definido como ciclo alongamento-encurtamento, que tem como regra básica a troca instantânea e precisa da contração excêntrica para concêntrica, também chamada como pliometria.

Essa resposta transitória intensa, rápida e precisa, é caracterizada como a principal característica para a velocidade de reação e das respostas rápidas, essenciais para futebolistas. Os treinos realizados em piso pouco denso, como a areia, agem negativamente dentro dos componentes neuro-musculares, aumentando a contração excêntrica e diminuindo a fase de transição entre os dois tipos de contração muscular excêntrico para o concêntrico.

O treino em caixa de areia diminui o componente elástico da musculatura do futebolista, ou seja, proporciona ao atleta de futebol, uma perda da velocidade de reação e das suas respostas imediatas. Para elaborarmos um treino, independente do desporto, precisamos antes de focarmos em sobrecarga, individualidade biológica, parâmetros de avaliação física, entre outros igualmente importantes, o objetivo central e primordial deve ser elaborar treinos específicos para cada modalidade. O futebolista nunca vai treinar especificamente em caixa de areia, ou realizando corridas longas. O treino de resistência deve ser realizado com treinos específicos com a bola, em campos reduzidos, treinos em velocidade, entre tantos, sempre em alta intensidade, com períodos de recuperação O treino específico para futebolistas, sempre deve ser realizado no gramado, com os atletas vestindo chuteiras e realizando os movimentos parecidos com os executados nos jogos de futebol.

O principio da especificidade deve ser aplicado em todos os períodos do ano, desde os primeiros treinos até no período preparatório geral, até os últimos treinos do período competitivo. O treinamento físico dentro do futebol brasileiro cada dia mais ganha espaço, e com isso a responsabilidade dos preparadores físicos aumenta. A aplicação de treinos específicos durante toda a temporada de treinamentos, é mais que importante, é uma obrigação dos profissionais da preparação física.


Conheça a Pós Graduação de Futebol e Futsal em parceria com sites fisiologistas, Clique Aqui.

Anúncios

11 comentários sobre “A ESPECIFICIDADE NA APLICAÇÃO DO TREINO PARA FUTEBOLISTAS

  1. Parabéns Sandro pelo texto.
    Ao Danilo Mattos, digo que muitos dos preparadores físicos tem um defeito muito grande quando se fala em troca de informações, pois os mesmos (alguns), acham que, passando informação para próximo estará perdendo campo.
    Isso é um pensamento muito pobre.

    Curtir

  2. PARABÉNS. VC FOI MUITO FELIZ EM AFIRMAR QUE TREINO DE JOGADOR DE FUTEBOL É NO CAMPO DE FUTEBOL. E TEM RAZÃO EM COLOCAR EM PRIMEIRO LUGAR A ESPECIFICIDADE DO ESPORTE E OS GESTOS TECNICOS. PESSOAS GOSTAM DE INVENTAR, MAS A COISA É SIMPLES, DEUS DEU TUDO PRA NÓS É SÓ SEGUIR O RUMO NATURAL DAS COISAS E AI VAI FUNCIONAR.
    ABRÇOS
    JORGE LUIS

    Curtir

  3. exelente comentário e excelente profissional porém discordo em algumas partes , o especifico deve ser sim trabalhado de acordo com o gesto motor do desporto , entretanto também é necessario trabalhar componentes gerais como musculação , corrida ciclica (weineck) em conjunto com o treinamento especifico pois a fase de recuperação é resultado da melhora do 1° liminiar e 2° limiar

    Curtir

  4. Muito bom o texto. Parabéns
    Sandro além de trabalhar especifidade de treinamento futebolista, deveria consolidar os treinamentos de acordo com os horarios dos jogos, para que o atleta tenha uma propriocepção do ambiente.

    Curtir

  5. Todas as informações que obtemos em nossas vidas teem que ser compartilhadas com outras pessoas, sejam, profissionais, alunos, clientes, atletas… Isso é tão importante para quem as fornece, quanto para quem as recebe (Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber – Atos 20.35), pois seria egoísmo, retermos o que pode beneficiar a tantos. Aliás, no fundo no fundo, todo conhecimento vem de Deus, e se Ele perceber que retemos egoisticamente, aquilo que Ele nos deu, para continuarmos o ciclo do ensino que se iniciou nEle, certamente, Ele bloqueará o conhecimento ao egoísta, transferindo esta responsabilidade e dádiva, à outro. Quando dividimos o que nos foi ensinado por outros, o nosso mérito é dar continuidade a semeadura de quem investiu em nós. Deus nos ensina em Provérbios 3.27: Não deixes de fazer bem a quem o merece, estando em tuas mãos a capacidade de fazê-lo.
    Portanto, muito obrigado e parabéns por nos ceder estas informações. Contudo, peço que continue falando, mais sobre o que pensa e se aprofunde em cada um dos tópicos que abordou (inclusive nos fornecendo referências bibliográficas). E quem conhecer outros aspectos da preparação física e da fisiologia do exercício, que sejam pertinentes ao futebol, por favor (ou semeadura em si mesmo) nos informe. (21)) 8751-2853. Rio de Janeiro – RJ – Jacarepaguá.

    Bem aventurado Bem-aventurado o homem que acha sabedoria, e o homem que adquire conhecimento (Provérbios 3.13)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s