Yo-Yo test e função endotelial


Por Thaís Torres


Yo-Yo test e função endotelial

O futebol reúne uma série de ações que demandam a aplicação de diversos grupos musculares, em intensidades variadas, que caracteriza uma atividade  intermitente. Saltos, corridas, cabeceios, chutes, juntos durante 90 minutos, exigem uma capacidade aeróbia desenvolvida.

ações

Um dos parâmetros mais utilizados na avaliação da condição aeróbia é o consumo máximo de oxigênio (VO2max), que expressa a capacidade máxima de captar e utilizar oxigênio, por unidade de tempo. Outros índices como economia de corrida, limiar anaeróbio, também são usados.

Há vários protocolos avaliativos da aptidão aeróbia dos atletas,  mas o Yo-Yo Test é o mais comum entre os fisiologistas e preparadores físicos.(1) Ele possui  três versões e, geralmente, cada profissional adapta estas modalidades de acordo com a realidade dos seus treinos. É bastante aplicável ao futebol porque pode ser feito na quadra ou em campo numa distância fixa de 20 metros.

O Yo-Yo endurance observa a capacidade de corrida durante um tempo prolongado, o Yo-Yo intermittent endurance avalia atividades intermitentes em longos períodos, e o Yo-Yo intermittent recovery, que é o mais comumente utilizado, inclui pausas a cada 40 metros, geralmente 2x20m, e avalia a distância percorrida. Pela exigência dos sistemas aeróbio e anaeróbio nos testes, muitos pesquisadores colhem dados fisiológicos também, a partir destes testes. Eles costumam observar CK, lactato sanguíneo e muscular.

IR1

Devido à demanda de oxigênio para execução dos exercícios, a função endotelial entra em cena, já que o endotélio vascular está relacionado à síntese de componentes vasoconstritores e vasodilatadores, como o óxido nítrico (ON), intimamente relacionado à função endotelial , e diversas doenças cardiovasculares estão relacionadas à baixa disponibilidade de ON.(2)

Em dezembro de 2017, um estudo avaliou se o Yo-Yo test poderia ser relacionado à avaliação de função endotelial, tornando-se uma técnica fácil de obtenção deste  resultado.(3)

Os participantes, com 16 anos de idade, foram submetidos às três avaliações: medidas antropométricas (porcentagem de gordura, estatura, peso), avaliação da função endotelial  (método de ultra-som, artéria braquial) e Yo-Yo test IR nível 1 (2x20m, com pausas de 10seg). Dentre eles, 13 eram jogadores de futebol  e 11 não eram atletas.

Eles puderam perceber que houve diferença entre o grupo de atletas e o grupo controle, em relação à distância percorrida e a % relacionada à função endotelial.

Os resultados levaram o grupo a crer que  informações sobre a função cardiovascular mediante dados de  função endotelial podem ser obtidas a partir do Yo-Yo test IR1, sendo um teste adequado para esportes intermitentes. Dados consideráveis tendo em vista que a função endotelial está relacionada à cardiovascular e se houver disfunção isso pode afetar o desempenho do atleta.


REFERÊNCIAS

  • (1) Bangsbo J. Fitness Training for Football: A scientific approach. HO+Storm, Bagsvaerd, 1994.
  • (2) Ghisi G, et al . Exercício físico e disfunção endotelial. Bras. Cardiol.,  São Paulo ,  v. 95, n. 5, p. e130-e137,  Oct.  2010 .
  • (3) Vargas W, Rigatto K. Distance on the Yo-Yo intermittent recovery test is associated with flow-mediated dilatation in youth football. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, São Paulo. V.11 n.71. Suplementar 2. P.960-966, Dez. 2017.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s