Mecanismo corporal para controle de gordura


Por Thaís Torres


Mecanismo corporal para controle de gordura

A regulação metabólica é assunto de estudo há muito tempo e os lipídeos fazem parte de uma das classes de macromoléculas que possuem características estruturais e energéticas.

A regulação do armazenamento energético e o seu uso tem sido relacionados à leptina. Essa proteína, secretada como hormônio pelo tecido adiposo, atua na regulação neuroendócrina reduzindo a ingestão de alimentos e aumenta o gasto energético. Além disso ela também tem influência em sinalizações bioquímicas no período de puberdade e para reprodução.

Porém, uma novidade surgiu ao final de 2017, com o estudo de um grupo sueco, que atribui a regulação de gordura não somente à leptina. Eles consideraram que existia uma ‘regulação homeostática de peso corporal’, que significa dizer que o ‘corpo possui uma forma de perceber seu peso, pelas extremidades inferiores  e regulá-lo’.

Os testes feitos em camundongos e ratos obesos, associava cargas de 15% em relação ao peso corporal dos animais, e 3% referente aos animais controle.

As análises foram significativas tanto em ratos, como em camundongos. Os roedores tiveram perda de peso biológico ao final das duas semanas de observação, o que os leva a crer que o corpo possui um regulador do peso, que ao perceber aumento, diminui ingesta de alimento e regula o peso. Mecanismo semelhante ao que a leptina induz.

Esse estudo traz reflexões à necessidade da prática de exercícios, à diminuição do sedentarismo e mostra que indivíduos que passam muito tempo sentados, podem aumentar o peso corporal, por estímulo à ingesta de alimentos, pois o ‘corpo não perceberia seu peso’.

 


 

Referências

Jansson JO, et al. Body weight homeostat that regulates fat mass independently of leptin in rats and mice. Proc Natl Acad Sci U S A. 2018.

Zhang Y, Proenca R, Maffei M, Barone M, Leopold L, Friedman JM. Positional cloning of the mouse obese gene and its human homologue. Nature 1994;372:425-32.

Flier JS. Clinical review 94: What’s in a name? In search of leptin’s physiologic role. J Clin Endocrinol Metab 1998;83:1407-13.

Cunningham MJ, Clifton DK, Steiner RA. Leptin’s actions on the reproductive axis: perspectives and mechanisms. Biol Reprod 1999;60:216-22.

Costa EC. Leptina: mais um hormônio na regulação do metabolismo. Seminário de Bioquímica do Tecido Animal. 2002.

Romero CE., et al. O papel dos hormônios leptina e grelina na gênese da obesidade. Rev. Nutr. vol.19 no.1 Campinas Jan./Feb. 2006

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s