Fisiologista beltronense é campeão da Série B com o Atlético Goianiense


Por Sarah Ramos


Entrevista com o fisiologista Marcello Mitchel Alves do Atlético Goianiense, campeão da série B.


No último fim de semana, o Atlético-GO venceu o Tupi por 5 a 3 e comemorou o título inédito da Série B do Campeonato Brasileiro. E um beltronense fez parte de todo o processo de sucesso da temporada. Marcello Mitchel Alves, 33 anos, é o fisiologista da equipe goianiense.

esportemarcelo

Ele chegou ao clube na metade da temporada passada, depois de trabalhar no Paraná Clube. No passado, Marcello até jogou no Francisco Beltrão FC e também profissionalmente nos Estados Unidos, mas parou muito cedo e logo se dedicou aos estudos. Seu pai, Anselmo Alves, que hoje mora em Curitiba, jogou no Clube Esportivo União (CEU) na década de 1980. Por muito anos, Anselmo, que é pastor, foi um líder espiritual da Seleção Brasileira. A mãe de Marcello, Mari Diane Abilhoa, mora em Francisco Beltrão. Ela é casada com Didi Santiago, técnico do time sub-17 do União.

Avaliação do título

“Cheguei aqui na metade da Série B do ano passado. Na época, o clube não estava bem, na beira do Z4. Com a chegada de vários reforços, conseguimos ajudar o time a sair daquela situação. Este ano, a gente já começou mais organizado, melhor planejado, e foi uma boa temporada. Cheguei aqui através de indicação de um preparador físico que trabalhou comigo no Paraná Clube. Ele veio para cá e pediu a minha contratação. Na época eu ainda estava no Paraná e não quis sair. Mas aí, dois meses depois, eu saí e as portas se abriram novamente. Aceitei e vim pra cá”, comenta Marcello.
O Atlético-GO, mesmo com menor investimento, surpreendeu grandes times da Série B. “O acesso com menos investimento é um mérito da diretoria, que conseguiu captar jogadores menos conhecidos e com muita fome de aparecer no mercado nacional. Mérito também nosso, da comissão, em conseguir organizar o grupo de atletas para conseguir os resultados. Equipes com investimento muito maior que o nosso, como Vasco, Goiás e Bahia, estão em situação abaixo da nossa na tabela. Foi muita organização dentro e fora de campo.”

Como vai ser na Série A?

“Na Série A do ano que vem, a gente ainda não começou a planejar propriamente. Queremos marcar o nosso nome na história do clube, pois é um título inédito para o Atlético-GO. É a cereja do bolo para coroar o nosso trabalho. Mas sabemos que a Série A é muito difícil, com muitas equipes fortes. Num fim de semana tem Flamengo, no outro Corinthians, depois Palmeiras e assim por diante. Mas vamos tentar fazer um bom planejamento para que possamos ser, pelo menos, competitivos e permanecer na Série A. Tentar aprender com os erros de times como América-MG e Santa Cruz e aproveitar os bons exemplos como a Chapecoense. Infelizmente, a gente vai ter um desmanche agora. Muitos por questões de empréstimo, outros são destaques da Série B e estão recebendo propostas de outros clubes”, comenta Marcello, que conversou com o JdeB por telefone.


Fonte: Jornal de Beltrão

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s