O FMS NO ESPORTE DE ALTO RENDIMENTO


Por Sarah Ramos – sarah@fisiologistas.com


A AVALIAÇÃO FMS SENDO UTILIZADA NO ESPORTE DE ALTO RENDIMENTO

O Sistema de Movimentos Funcionais (Functional Movement Systems, ou FMS) foi criado em 1995, nos Estados Unidos, pelo fisioterapeuta norte-americano Gray Cook e pelo preparador físico Lee Burton. Inicialmente o sistema de avaliação foi desenvolvido para avaliar e categorizar padrões de movimento em atletas do ensino médio.

Atualmente centros de treinamento de grandes equipes das principais ligas esportivas norte-americanas (NFL, NHL e NBA), além de seleções e equipes de futebol do mundo inteiro, como exemplo, o C.R. Vasco da Gama (categorias de base), C.R Flamengo (profissional) e a Seleção Brasileira Sub-20 de futebol, têm em seus planejamentos esse método de avaliação.

1

Atleta da Seleção Brasileira SUB-20 realizando o teste.

O objetivo desta avaliação é detectar os desequilíbrios musculares de cada atleta e individualizar os trabalhos preventivos com o intuito de diminuir a incidência de lesões. Se o desequilíbrio não for identificado, o corpo irá compensar, causando movimentos ineficientes. É este tipo de ineficiência que pode causar uma diminuição no desempenho e aumentar os mecanismos para desenvolver uma lesão.

O FMS consiste na avaliação de 7 movimentos fundamentais através de um ranking onde são utilizadas notas de 0 a 3, onde:

0 – é para dor mesmo que o movimento seja perfeito;

1 – é o movimento totalmente compensado;

2 – é o movimento parcialmente compensado;

3 – é o movimento perfeito.

Com base nesses escores, é traçado uma estratégia corretiva objetivando ganhar mobilidade e estabilidade, respectivamente (COOK et al., 2006).

Os 7 testes do FMS:

7-padroes-fms

1-Agachamento profundo

2-Passo por cima da barreira

3-Avanço em linha reta

4-Mobilidade do ombro

5-Elevação da perna estendida

6-Estabilidade do tronco

7-Estabilidade de rotação

Os testes Agachamento profundo, Passo por cima da barreira e Avanço em linha reta, visam à mobilidade e estabilidade articular do atleta durante a execução. Nos testes de Mobilidade do Ombro e Elevação da perna estendida avaliam-se a mobilidade das duas articulações que geram movimentos de maior amplitude no corpo (ombro e quadril). Tanto o teste Estabilidade do tronco quanto o da Estabilidade de rotação possui o objetivo de avaliar a estabilidade do centro do corpo, fazendo com que o indivíduo fique estável e possa proporcionar o acúmulo e distribuição de energia necessária para que esta seja dissipada através dos membros.

Essa avaliação é uma ferramenta bastante interessante não só para o esporte de alto rendimento, pois além da capacidade atlética, visa à saúde de quem está praticando alguma atividade física, diminuindo o risco de lesão para o atleta ou aluno que possa vir descompensar em algum movimento. Assim, trabalhando com exercícios específicos e corretivos, para que haja o equilíbrio muscular e um melhor aproveitamento dos treinamentos individuais.


Referências:

http://mwoveeducation.com/certificacao/fms-functional-movement-screen

The Functional Movement Screen and Exercise Progressions Manual


Texto por: Guilheme Ribeiro

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s