Mais importante que o treino, é a recuperação.


No Congresso do Colégio Americano de Medicina Esportiva, que teve seu início em 31/05/2016, em Boston, nos Estados Unidos, serão abordados os temas mais atuais das ciências do esporte. A expectativa é que cerca de seis mil profissionais de inúmeros países participem do evento, que é considerado o mais importante nesta área de conhecimento.

Quando analisamos o programa podemos perceber que existe um tema que chama a atenção pela enorme prevalência em várias sessões do congresso. Trata-se do que chamamos de ciência da recuperação, ou seja, o conhecimento científico relacionado às estratégias necessárias para contemplar os mecanismos relacionados ao período de recuperação após a atividade física.

Mulher descansando euatleta (Foto: Getty Images)Descansar é preciso: benefícios do treino não ocorrem durante a sua realização, mas sim após (Foto: Getty Images)

Um fato que não podemos esquecer é que os benefícios do treino não ocorrem durante sua realização, mas sim ao seu término. O nosso corpo se adapta aos estímulos do treinamento durante o período de recuperação. Por isso esse tema é tão importante.

Este assunto chama a atenção pela necessidade cada vez maior de possibilitar que os benefícios do treino ou da atividade proporcionem uma evolução progressiva da aptidão física, sem desencadear danos que possam aumentar a incidência de lesões.

É comum a situação de um treinamento ser feito com o corpo e os músculos esqueléticos apenas parcialmente recuperados do treinamento anterior. Nessas circunstâncias, em vez de benefícios e evolução teremos danos e regressão.

As estratégias adotadas são verdadeiramente multidisciplinares, incluindo conhecimento científico das áreas de nutrição esportiva, fisiologia do exercício, fisioterapia e principalmente o entendimento das inter-relações entre os diferentes procedimentos adotados.

Para proporcionarmos tanto uma boa recuperação, que cada vez mais entendemos ser tão importante, quanto um bom treino, precisamos ter o devido período de descanso, acompanhado de um aporte nutricional adequado, do uso de terapias de regeneração. Além disso, devemos dimensionar o período de tempo a ser respeitado para que um novo treino possa ser iniciado.

O conhecimento científico cada vez mais vai proporcionar o entendimento pleno das estratégias a serem adotadas para que a recuperação possa ser potencializada e os benefícios do treinamento atinjam os objetivos propostos.


Fonte:globoesporte.globo.com/eu-atleta/saude/noticia/2016/05/recuperacao-e-tudo-os-beneficios-do-treino-ocorrem-apos-atividade-fisica.html

Por: Sarah Ramos – sarah@fisiologistas.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s