Efeitos do treinamento pliométrico e de sprint em jogadores de futebol


Por Sarah Ramos – sarah@fisiologistas.com


Resumo do Artigo: “Effects of plyometric and sprint training on physical and technical skill performance in adolescent soccer players” – Villarreal et al., 2015.


 

Artigo 1 - Paulo

INTRODUÇÃO

No futebol moderno exigências físicas e fisiológicas são essenciais para um ótimo desempenho em todas as idades. Estas exigências incluem movimentos de alta intensidade (correndo, saltando, mudanças de direção, etc.), intensidade moderada e de fraca intensidade (caminhada). É geralmente aceito que as ações de alta intensidade, como corrida ou saltos verticais, são elementos integrantes para o sucesso no futebol e portanto necessárias.

Tentando introduzir o treinamento pliométrico dentro dessa modalidade esportiva objetivando a melhora do desempenho dos atletas, Meylan e Malatesta observaram que em 8 semanas utilizando pliometria de baixa intensidade implementada em conjunto com um programa de treinamento específico de futebol em jogadores adolescentes resultou em uma melhora significativa no sprint e saltos.

OBJETIVO

O objetivo deste estudo foi examinar os efeitos de uma temporada de pliometria de curto prazo suplementado com o programa de treinamento de sprint sobre ações explosivos específica (isto é, mudanças de direção, velocidade da bola e treinos técnicos) entre os jogadores de futebol no início da puberdade.

MÉTODOS

Este estudo examinou os efeitos de um programa pliometria misturados com aceleração (10 m) e habilidades técnicas, praticas regulares dentro de futebol, em sua capacidade de salto, sprint, resistência e habilidades técnicas em jovens jogadores de futebol.

O programa de treinamento foi adicionado ao treinamento normal de futebol durante 18 sessões (9 semanas). Para determinar os efeitos de formação, os seguintes testes foram selecionados: (A) 10-m Sprint (segundos); (B) 10-m agilidade (segundos) com e sem bola (começando a partir da direita); (C) salto contramovimento (CMJ) (centímetro) e Abalakov salto vertical (centímetros); (D) Yo-Yo intermitente endurance (IE) (metro); e (E) a velocidade da bola (Km $ h21).

Todos os testes foram executados antes e após as 9 semanas do período de treinamento. Os testes iniciais foram concluídos em 2 dias (terça-feira e quinta-feira) como parte de um programa de testes regulares. Após as medidas iniciais os indivíduos foram aleatoriamente divididos em 2 grupos: grupo controle (GC) (n = 13) (apenas realizando o programa de treinamento de futebol), e o grupo combinado (CombG) (n = 13) (programa de treinamento de futebol + pliometria + sprint + drible + treinamento de tiro). Este estudo envolveu um grupo de 26 jovens jogadores de futebol (todos eles eram jogadores do AU5 Real Betis Balompie’ Academy) entre as idades de 14 e 15 anos.

Procedimentos dos testes

Os jogadores foram cuidadosamente familiarizados com os procedimentos dos testes de força voluntária e produção de energia durante ações submáximas alguns dias antes das medidas serem feitas, e os testes também foram previamente feitos para o controle de treinamento.

Teste salto vertical

Um teste de salto vertical CMJ e Abalakov foram utilizados para avaliar a força explosiva dos músculos dos membros inferiores. Ambos os testes foram realizados usando uma plataforma de contato.

Sprint

Sprint foram registrados para 2 distâncias: m 0-5 e 0-10 m. A 10 m de teste de sprint foi realizado ao ar livre no campo de futebol.

Teste de agilidade

O teste foi realizado no campo e consistiu em quatro mudanças de direção. O sistema de cronometragem e o procedimento de iniciar foram os mesmos que o 10-m Sprint. Cones de aproximadamente 1,5 m de altura foram colocados no chão para indicar a mudança de direção. Os participantes não foram autorizados a tocar os cones durante as mudanças de direção. Este teste foi selecionado porque exigia aceleração, desaceleração e controle de equilíbrio, que são facetas da agilidade.

Teste de Velocidade da bola

Produção de força balística durante um tiro de futebol foi avaliada em um campo de futebol. Para as filmagens, os sujeitos foram instruídos a chutar uma bola de futebol o mais forte possível.

Yo-Yo teste

Foi realizada de acordo com o protocolo sugerido para o teste.

RESULTADOS

Características antropométricas

Não houve diferenças significativas nas variáveis ​​antropométricas medidas (peso corporal, estatura e% de gordura corporal) no pré-teste e entre o experimental CGs.

Salto vertical

Aumento estatisticamente significativo no grupo experimental no CMJ (centímetro) e no salto vertical Abalakov.

Sprint – tempo

Uma diminuição estatisticamente significante do tempo ocorreu em 5-m e 10 m tempo de sprint em CombG. Diferenças significativas foram observado após o treino entre CombG e o grupo GC.

Teste de agilidade

Diminuição estatisticamente significativa do tempo ocorreu no grupo experimental no teste de agilidade a partir do lado direito e para o esquerdo.

Teste de agilidade com bola

Diminuição estatisticamente significativa do tempo ocorreu no grupo experimental no teste de agilidade a partir do lado direito e esquerdo.

Velocidade da bola

Velocidade da bola aumentou significativamente no grupo experimental com a perna direita e com a perna esquerda.

Yo-Yo intermitente – Teste de Endurance

Sem aumentos significativos.

DISCUSSÃO

Estes resultados apoiam estudos anteriores: a inclusão de um treinamento de pliometria e sprint + treinamento de futebol normal, produz maior salto, sprint, agilidade e velocidade. Além disso, esta melhoria pode ter um efeito positivo no desempenho do jogo, porque a capacidade de vencer desafios e marcar gols é relacionado a este tipo de esforço físico.

A melhora observada na capacidade de salto neste estudo parece razoável e parece resultar de a mudança no nível de ativação neuromuscular e coordenação motora. Os padrões de movimentos básicos no futebol também exigem alta níveis de agilidade. Os exercícios pliométricos selecionados continham muitos movimentos laterais e mudanças de direção, que tiveram um impacto sobre a capacidade de melhorar a capacidade da agilidade.

APLICAÇÕES PRÁTICAS

A implicação prática desta pesquisa seria que jogadores de futebol na puberdade podem aumentar salto, corrida, agilidade, força da bola e desempenho de velocidade, através de um programa de 9 semanas de combinados: pliometria e sprint, envolvendo exercícios para parte inferior do corpo.


Imagem: @YLMSportScience

Texto: Paulo Roberto

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s