Equipe Sub-20 do Santos conta com trabalho de fisiologia inédito na categoria


Chega o final do ano e a equipe Júnior (Sub-20) do Santos FC encontra-se em uma fase decisiva da temporada. Na disputa do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil Sub-20, os jogadores têm enfrentado uma maratona de cerca de um jogo a cada três dias. Além das partidas, os atletas precisam passar por viagens longas pelo interior de São Paulo e pelo Brasil, o que acaba dificultando ainda mais a recuperação para os próximos compromissos.

Para diagnosticar os jogadores mais desgastados por causa da rotina de jogos e também sempre visando o melhor desempenho de seus futuros talentos, o time Júnior do Santos FC conta também com parte da estrutura oferecida aos atletas da equipe profissional.

Nesta quarta-feira (10), por exemplo, o fisiologista do Futebol de Base do Santos FC, Gustavo Jorge, comandou, no CEPRAF (Centro de Excelência em Preparação e Recuperação ao Atleta de Futebol), a avaliação de CK (creatina quinase) nos responsáveis pela vitória por 3 a 0 sobre o Noroeste, nesta terça (09), em Bauru (SP). No teste, uma pequena amostra de sangue é retirada dos jogadores e em segundos, o aparelho que faz a medição da enzima CK e traz o resultado do exame.

“O CK é uma enzima, que é produzida pelo estímulo físico intenso. Com o processo inflamatório após a atividade, o músculo libera no sangue essa informação e a agente consegue mensurar, através deste exame, o quanto este atleta está desgastado ou não”, explicou o fisiologista.

Através destes exames, Gustavo Jorge, junto do preparador físico Sérgio Peres, listam todo o desempenho dos atletas da categoria e conseguem ter, em números, os ‘picos’ de evolução e desgaste dos novos Meninos da Vila.

“É um trabalho inédito realizado em atletas de base. É mais um protocolo de prevenção de lesões. Além de termos esse processo na parte física, contamos também com esse trabalho bioquímico”, disse. “E temos também cinco ou seis atletas que já fazem parte da equipe profissional, mas que atuam pelo Sub-20. Com isso, conseguimos passar o real estado destes atletas, para que eles sejam aproveitados da melhor maneira possível no time profissional”, completou.

Anúncios

3 comentários sobre “Equipe Sub-20 do Santos conta com trabalho de fisiologia inédito na categoria

  1. Me perdoe, mas esse não é um trabalho inédito nas categorias de base, pois em 2009, a categoria sub – 18 do Corinthians comandada por Sandro Sargentim juntamente com o fisiologista Wanderley Brilhante Júnior já realizavam testes de CK entre outros, para monitorar o desgaste de seus atletas.

    Curtir

  2. Esse é um trabalho muito bom e importante para as categorias de base do futebol brasileiro, pois á um desgate muito grande pela maratona de jogos e por parte da preparação fisíca. Essa matéria vem a mostrar e falar da importancia dos jovens atletas.
    Aqui no Boa Esporte ainda não temos essa tecnologia.O Boa E.C, deu inicio agora com o sub 20, pretendemos dar continuidade.
    Parabens.
    Abraço
    Humberto Martins
    Preparador Fisíco

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s