América Mineiro é mais um clube a adquirir o Reflotron


A diretoria americana vem trabalhando forte para dar a melhor estrutura de trabalho a seus profissionais. Recentemente, o clube deu mais um importante passo em termos de tecnologia, para acompanhar o que há de melhor no mercado, ao adquirir o aparelho Reflotron.

Considerada a mais nova ferramenta de trabalho, o aparelho visa proporcionar à comissão técnica, mais especificamente aos departamentos médicos, de fisiologia e de preparação física, um controle direcionado na recuperação e prevenção de lesões nos atletas. A ferramenta possibilita a análise de alguns indicadores de fadiga, usados para prevenir contra dano muscular.

O fisiologista do clube, Dérick Furforo, enaltece o esforço da diretoria para dar qualidade ao trabalho científico. “Precisamos ressaltar o quanto essa diretoria e todos envolvidos têm feito.  Inúmeros esforços, visando proporcionar ao América evoluções, para que se torne a cada ano ainda do que já é, vem sendo empregado no dia a dia do clube”.

Derick explica como funciona o processo do aparelho adquirido. “Após cada partida, analisamos, através de uma amostra de sangue capilar de cada atleta, uma enzima (CK) considerada um dos marcadores de fadiga muscular.

Através dos valores apresentados buscamos entender o perfil de cada atleta em relação ao comportamento desta enzima no organismo, mais propriamente no músculo. Quando ocorre um comportamento desordenado dessa enzima na musculatura do atleta, acontece um extravasamento de dentro da célula para a corrente sanguínea, onde conseguimos marcá-la através da amostra coletada. Este comportamento desordenado pode nos indicar que este atleta, possivelmente, encontra-se mais sensível às lesões musculares”.

Após detectar os problemas, o fisiologista explica  o que é feito para evitar a lesão. “O atleta apresentando neste período um maior cansaço, nós analisamos com o departamento médico e comissão técnica, somando as informações, e com os dados analisados os preparadores físicos Wellington Vero e Leonardo Fagundes podem direcionar o planejamento das cargas de treinamento, visando uma redução ou até mesmo um repouso para este jogador”, conclui o fisiologista. Com site do América-MG

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s