Pessoas se arriscam em busca do corpo musculoso


Suplementos são benéficos apenas quando usados por necessidade; em consumo exagerado, prejudicam rins. Ideia de emagrecimento é falsa

Aline Mustafa

Com venda irrestrita em qualquer farmácia, os suplementos nutricionais costumam ser uma alternativa bastante procurada por quem quer emagrecer ou ganhar músculos. Porém, além de as promessas contidas no rótulo muitas vezes não serem reais, o consumo deve ser feito apenas com orientação de especialistas.

Os suplementos são compostos de proteínas, carboidratos, vitaminas e aminoácidos, entre outras substâncias, que podem complementar a dieta de quem não tem uma alimentação adequada ou de quem tem necessidades especiais devido à prática de atividades físicas. Há casos, inclusive, em que são indicados para idosos que precisam de uma nutrição diferenciada. O profissional especializado em nutrição esportiva indicará quais as melhores opções, para que não haja prejuízos à saúde. “O consumo de proteína, por exemplo, poderá prejudicar a função renal”, explica o fisiologista Turíbio Leite de Barros Neto.

Propaganda falsa/Suplementos não emagrecem, segundo o especialista. O que pode ocorrer é a adequação da quantidade de calorias ingeridas com o consumo do produto. Além disso, o suplemento pode conter sibutramina e efedrina, medicamentos que tiram a fome. Este tipo de situação, apesar de proibida, é constante em produtos importados, segundo Turíbio. “Não há como controlar suplementos que vêm de fora. Muitas vezes o rótulo não é condizente com a sua composição, por isto é melhor consumir produtos nacionais, que são fiscalizados pela Anvisa”.

Óleo mineral pode causar amputação de braço

Entre as “receitas” para adquirir músculos, a mais nova moda é injetar óleo mineral nos braços. O complexo vitamínico é vendido como laxante nas farmácias e em lojas de produtos veterinários, e provoca um tipo de bolsa entre os feixes musculares. O processo inflamatório se transforma em uma infecção que destrói o tecido muscular, gerando uma necrose.  Há riscos inclusive de amputação dos membros afetados.

“São verdadeiros absurdos, pessoas usam produtos que não se sabe de onde surgiram e sem nenhuma comprovação científica”, diz o fisiologista Turíbio Leite.

Não tão recente, o uso de anabolizantes e hormônios para aumento da massa muscular também preocupa. Segundo o ortopedista Maurício de Moraes, do Hospital Bandeirantes, são bastante usados o GH e testosterona (hormônios  do crescimento e masculino). “Remédios derivados de hormônios são metabolizados no fígado, que pode sofrer lesões”, alerta ele. Além disso, injetar a substância em uma região inadequada e a má limpeza do local podem gerar quadros de infecção. A superdosagem ainda pode provocar sobrecarga e parada cardíaca.

Os mais usados
Creatina

Para ganho rápido de energia. Deve ser consumido apenas por atletas de alta performance

Antioxidantes
Betacaroteno, selênio e alfatocoferol (vitamina E) combatem os radicais livres

MultiVitamínicos
Indicados a quem treina, por sentir mais necessidade de minerais como magnésio

GABA
O ácido gama-aminobutírico estimula a produção do hormônio do crescimento

Carnitina
Aminoácido que transforma a gordura em energia. Pode causar cãimbras, náusea e diarreia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s