Exercícios para Epiléticos


Quem sofre do mal não só pode como deve fazer esporte. Isso porque, segundo uma pesquisa da Universidade Federal de São Paulo, a Unisfesp, as atividades físicas, desde que praticadas ao menos três vezes por semana, diminuem a inicidência de crise em até 50%. Na pesquisa, ratos epiléticos foram colocados para correr e, durante os períodos de treinamento, tiveram seus surtos reduzidos drasticamente. “Ainda não sabemos o que está por trás do benefício, mas, além dele, a ginástica ajuda na integração social desses pacientes”, relata o fisiologista Ricardo Mario Arida, um dos autores do trabalho. Apesar da boa-nova, nem todas as modalidades são permitidas. “É o caso dos esportes radicais, como o alpinismo”, ressalva Arida. “É que, ai, um surto pode trazer graves consequências, como uma queda.” A natação está autorizada desde que alguém acompanhe a pessoa. E, claro, é indispensável contar com uma boa avaliação médica para que a doença esteja sempre sob controle.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s