Pesquisa aponta risco de lesão em jovens submetidos à grande esforço físico


Uma pesquisa realizada pelo Centro de Medicina da Atividade Física e do Esporte (CEMAFE) da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) apontou que jovens na puberdade não suportam a mesma carga de treinamento dos que já passaram desta fase.

Realizada pela médica do esporte Ana Lucia Nicolau, com orientação do fisiologista Turíbio Leite de Barros e do endocrinologista Claudio Kater, a pesquisa analisou 35 jogadoras de futebol do clube da Prefeitura de São Paulo, entre 12 e 15 anos, divididas em três grupos: pré-púbere, púbere e pós-púbere. Para definir quais estavam dentro destas faixas etárias, foi feita observação do crescimento das mamas e de pelos pubianos, típicos da puberdade.

As atletas foram submetidas a três etapas de corrida de 800 metros, com intervalos de um minuto entre cada tiro e controle da freqüência cardíaca. Durante os intervalos, foram colhidas amostras de sangue para dosar a quantidade de ácido lático em cada uma delas. Também foi calculado o índice de massa corporal (IMC), estatura e medição das dobras da pele.

As amostragens identificaram que, nas atletas em fase de puberdade, o limiar anaeróbio, índice que aponta a transição entre o esforço aeróbio (que exige oxigênio) e anaeróbio, correspondia à metade do índice adulto. Com isso, o processo de fadiga muscular começa mais cedo nas atletas mais novas.

Caso o atleta na puberdade chegue ao limiar anaeróbio adulto, ele correrá sérios riscos de lesões musculares. Por isso é essencial que o treinador conheça os limites do corpo do atleta, principalmente na fase de amadurecimento.

A pesquisadora afirma que o estudo pode ajudar no treinamento dos jovens e na prevenção de lesões. “É necessário respeitar o limite de cada atleta. Não podemos aplicar uma carga de exercício a uma criança de 10 anos, como se ela tivesse 20” afirma Ana Lucia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s